21 julho 2010

Cartas - Arlequim escreve para Isabela

Gavião Peixoto Urubu Peixoto Pombinha Peixota-Xoxota Uguarai Uruguai
Belo Horizonte 32 de março de 1455

Isabela... Arlequim eu... seu pó bre pregado... vim té aqui eu cá Arlequim eu... lhe trazer uma notícia triste... triste de si vê... triste de pensa... triste de sabe...triste de fala... mai é obrigação minha faze parte de Arlequim eu e informar tudo que patroazim você... o seu amado... ó pobre Isabela... Florindo... virou ator... mais a vida é compricada... pobre home não ranjava emprego... então virô ator por nô... sabe... nô aquele teatro dos japonês... aqueles que não abre o olho quando acorda e passa o resto do dia de oio fechado até dormi denovo... então... virô ator por nô... fez vídeos exóticos prum sítio da intenet chamado Sakurinha... vi eu Arlequim eu...com meus próprios olhinhos de 2 anos 4 meses 3 semanas 2 dias 24 horas53 minutos 41 segundos e 4ºC... cada um... um vídeo que Florindo ficava co a cara toda pintada de branco e aparecia pelado no meio de um monte de japonesa pelada...Arlequim eu gostou de vê... de vê as japonesas.. não o Florindo... mai trabalho é trabalho... em fim... nem tudo é desgraça.. mai como a senhora é uma dame não vo cobra da senhora... mai avisa seu paizim... que ele tá devendo a Arlequim 4 moedas de ouro pela informação...

Arlequim

Um comentário:

andré disse...

Bacana esse exercício! Legal mesmo! Mas o PB não estava na iminência de um outro texto?! Abraço à todos!