16 agosto 2011

Pêssegos enrugados

''A aceitação da pobreza no teatro , despojado de tudo que não é essencial, nos revelou não apenas a espinha dorsal desta arte, mas também a riqueza escondida na verdadeira natureza da forma artística.'' Jerzy Grotowsky

Fico pensando, durantes algumas noites caladas que me encontro com a insônia - não a cia. mas sim o distúrbio de sono - no quanto Pêssegos Enrugados somos. É isso, Pêssegos Enrugados na espera da aprovação. O fruto carnoso, originário do pessegueiro, se torna, após ser retirado do pé, doces, suco, geléia, bolos, tortas, e também, puro, puramente a fruta. Em busca de um bom Pêssego a pessoa vai até a feira, encaminha-se até a barraquinha do Franco, onde vende as frutas que são cultivadas no sul e até no sudeste brasileiro, e coloca-se diante as belezinhas alaranjadas e amareladas, buscando nelas a que melhor se encaixa ao seu gosto. É claro que este gosto este permeado por vários questões, tais como tamanho, cor, dureza e também imagem... Pasmem! Por que as pessoas comprariam um Pêssego Enrugado? Ele poderia passar uma imagem tão ruim, diga-se de passagem. Afinal, um bom pêssego jamais teria rugas e jamais traria consigo esta informação que relaciona-se com um certo envelhecimento. Já dizia a minha professora, conservadora-cristã-ditadora, da terceira série que um fruto estragado estraga os demais da mesma caixa, é claro que ela referia-se a algum aluno que ,pelo padrão estabelecido, era taxado como um mal elemento diante a educação. Mas talvez seja isto que as pessoas possuem também: O MEDO DE ADQUIRIR um Pêssego Estragado... Afinal, Enrugado é parente próximo do Estragado.
Desta forma, achei de fundamental importância criar a APPE - Associação dos Pobres Pêssegos Estragados, onde juntaremos nossos ideais e levantaremos a bandeira que podemos ser bons frutos e podemos ser SIM ricos em vitaminas, sais, minerais, ferro, fósforo, iodo, cobre, manganês, carboidrato, fibras e cálcio.

Pêssegos Enrugados UNIU-VOS !  Podemos ser sim comestíveis!

Bruno Garbuio - O Moreno Ismael presidente da APPE

Um comentário:

Nádia disse...

haha! Estraguemos as fruteiras alheias! Com amor e carinho, claro!